carregando...

Notícias

PROJETO UNI RELEMBRA A ABOLIÇÃO

13.05.2019

O UNI é uma plataforma de comunicação, capacitação e conexão, criada com o objetivo de amplificar as vozes da Amazônia brasileira. Povos da floresta, organizações, associações, empreendedores, todos os heróis que vivem na Amazônia e são os verdadeiros guardiões do futuro da humanidade. O objetivo é divulgar o trabalho e os perfis dessas pessoas e instituições e ampliar suas redes de seguidores e visibilidade. Criar um território digital da Amazônia.

A escravidão no Brasil teve seu fim há 131 anos, mas a lei que a aboliu na verdade não garantiu direitos e oportunidades para as pessoas negras. Os quilombos são símbolos dessa luta e resistem desde antes da assinatura da Lei Áurea, mostrando que é possível construir uma outra sociedade mais humana.

A titulação desses territórios é uma política de reparação conquistada na Constituição de 1988. 30 anos se passaram e apenas 179 das mais de 3 mil comunidades quilombolas reconhecidas receberam o título de suas terras. Se seguir nesse ritmo o Brasil levará mais de mil anos para titular todas elas.

O projeto UNI term três eixos de ação. O primeiro é a comunicação, por meio de perfis nas principais redes sociais e o site oficial ​ que já conta com vídeos, fotos, informações e textos com histórias das comunidades quilombolas visitadas em 2018.

O segundo eixo é a conexão. No UNI é possível se conectar com quem vive ou trabalha pela floresta. Seja por meio de seus perfis nas redes, ou de plataformas de parceiros e outras instituições. O UNI da especial atenção à visibilidade de projetos comunitários, startups em busca de financiamento e empreendedores que trabalham na cadeia da economia da floresta.

O terceiro eixo da iniciativa é promover a troca de conhecimento através de workshops, intercâmbios e ensino a distância entre povos, instituições, empresas privadas e pessoas que estão fora da Amazônia. A plataforma UNI também trará sugestões de filmes, séries, livros, exposições e eventos, indicados pela comunidade de parceiros e moradores da Amazônia.

Com o apoio da USAID, foi possível uma equipe da O2 realizar uma primeira expedição em três comunidades quilombolas no Pará: Ariramba, Cachoeira Porteira e Jauary.

Veja o filme completo no site UNI Amazônia: https://www.uniamazonia.co/2019/03/07/quilombolas-da-amazonia/