O2Cast é o podcast da O2 Filmes e traz toda semana convidados para debater assuntos ligados à produção audiovisual.

Nessa semana o O2Cast apresenta os diretores documentaristas Vincent Carelli e Rita Carelli, ganhadores do Premio Melhor Curta Metragem Nacional, da última edição do Festival É Tudo Verdade, com o filme “Yaõkwa: Imagem e Memória”. 

“Neste trabalho os diretores reafirmam, a urgência da defesa das culturas originais dos povos indígenas do país e o papel essencial do cinema para a conservação desse patrimônio imaterial” – disse o jornalista Amir Labaki, do jornal Valor Econômico e criador do Festival É Tudo Verdade. O filme também recebeu o Premio Aquisição do Canal Brasil e o Premio Mistika, outorgados durante o festival.

O Yaõkwa é um longo cerimonial dos Índios Enawenê-nawê do Mato Grosso, para alimentar e apaziguar os espíritos. Por sete meses, os mestres de cerimônia puxam cantos e narrativas mitológicas para equilibrar os mundos terreno e espiritual.

O curta, finalizado durante a pandemia, reúne  imagens preciosas registradas em diversas oportunidades nesses cerimoniais, evidenciando que a narrativa musical, que conduz o grande ritual do Yaôkwa é questão vital para continuidade do grupo. Foi realizado após a digitalização de 350 horas de material do povo Enawenê-nawê, que também permitiu a eles o reencontro com lembranças, memorias e o resgate de musicas que estavam perdidas após a morte de índios mais velhos.

Vincent Carelli tem 50 anos de trajetória com os índios. Ele iniciou o projeto “Vídeo nas Aldeias” em 1986, que se transformou na atuante Escola de Cinema dos povos indígenas. Além da formação de mão de obra, o esforço de Carelli permite a ação dos índios se apropriarem de suas imagens e agirem para preservação de sua memoria cultural e oferece a possibilidade de representativa produção.

A conversa conduzida por Tais Okamura, pesquisadora e colaboradora independente do departamento de pré-produção da produtora, aborda as demais produções do cineasta como os conhecidos documentários premiados “Corumbiara” e “Martírio”, os projetos de criação de livros e filmes realizados com os povos para subsidiarem as necessidades das escolas brasileiras para atenderem as determinações do ensino das culturas indígena e negra, determinadas pela legislação, da qual participa Rita Carelli, atriz e diretora parceira do pai no curta premiado. 

Esse episódio mostra que a luta pelo registro e preservação do material filmado, para que ele possa ser digitalizado e acessado pelos mais de 62 povos ali contemplados e torna-los depositários e donos de sua memoria, é desafiadora, especialmente pelo pouco espaço que o estado brasileiro oferece aos indígenas, praticamente invisíveis aos brasileiros. Importante manter-se informado sobre estas questões.

Escute o O2Cast também pelo SpotifyApple PodcastsBreakerGoogle PodcastsOvercastPocket Casts e RadioPublic.

previous arrow
next arrow
Slider